quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

CONTRADIÇÃO

imagens daqui: http://meioambiente.culturamix.com/recursos-naturais/o-que-e-madeira-de-lei


CONTRADIÇÃO
Lourdinha Vilela

Para que não mais, sejam mutiladas,
Para que não chorem a própria seiva
a derramar,
Para que não sejam rebaixadas
à superfície do solo,
Para que ainda abriguem pássaros
e os sonhos de brincar,
Para que dancem  altivas,
mesmo que serenas,  ao toque do vento,
é que me  ponho  a rezar,
Genuflexa,
Sobre a fração nobre, moldada e estendida
de um jacarandá
www.suaveenatural.blogspot.com




JACARANDÁ
Árvore de porte médio, que atinge cerca de 15 metros. De copa rala, arredondada a irregular, folhagem delicada, é uma árvore decídua a semi-decídua. Seu caule, 30 a 40 cm de diâmetro, é um pouco retorcido, com casca clara e lisa quando jovem, que gradativamente vai se tornando áspera e escura com a idade. Suas folhas, que medem 40 cm de comprimento, são opostas e bipinadas, compostas por 25 a 30 pares de pequenos folíolos ovais delicados, de coloração verde-clara acinzentada, e se concentram na extremidade dos ramos. No inverno, o jacarandá-mimoso perde suas folhas, que dão lugar às flores na primavera. Suas flores são duráveis, perfumadas e grandes, de coloração azul ou arroxeada, em forma de trompete e arranjadas em inflorescências do tipo panícula. A floração se estende por toda a primavera e início do verão. Os frutos surgem no outono, são lenhosos, deiscentes e contém numerosas e pequenas sementes. O fruto é cápsula lenhosa, muito dura, oval, achatada, com numerosas sementes.

Nativa da Argentina, Peru e Sul do Brasil.
Espécie pioneira, ocorre nos estados de São Paulo e Minas Gerais, nas formações florestais do Complexo Atlântico, como nos brejos de  altitude do Nordeste do país . Pode ocorrer também em formações de cerrado, também na região Nordeste.
Fonte Wikipédia


terça-feira, 24 de janeiro de 2017

video


Apesar  da imagem denunciar a escassez das chuvas, na exposição dos galhos que nesta época do ano deveriam  encontrar-se submersos, eu quis explorar a beleza do por do sol que atenuou a triste paisagem e desolação nessa lagoa em Minas Gerais.



quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

NA FAIXA

 AQUI EM BRASÍLIA!

                                        O Quero-quero,  segue ao longo da avenida a passos largos.  
Me parece apressado.


Mas como entender , se pode voar...

Ah! Uma faixa de pedestres!
Para um pouco e observa.

Segue um pouco mais 
 e olha cuidadosamente!



Atravessa com segurança



Procurando algo?


Que tal uma ajudinha!


Agora sim!


Fotos Lourdinha Vilela.


quarta-feira, 9 de novembro de 2016


Um coração pela metade!
A natureza produz ainda
e nos presenteia.
Mas até quando?

sábado, 7 de maio de 2016

Exortação

Imagem da Internet



SOFRE, MAS NÃO DECLINES DA CONFIANÇA
QUE SERENO PUSESTE NO FUTURO.
SE ÉS BOM, TENS CAMINHO SEGURO.
O BEM É UMA SUBIDA QUE NÃO CANSA.

SOFRE, QUE  O SOFRIMENTO É UMA ESPERANÇA
EM QUEM DESEJA REVELAR-SE PURO.
-  QUE SERIA O CLARO SE NÃO FORA O ESCURO?
SEM SOFRIMENTO A GLÓRIA NÃO SE ALCANÇA.

NÃO TE ASSUSTEM PEDRADAS.  OLHA O MUNDO
COM OS OLHOS VIRGENS DOS  RELANCES DA IRA.
VÊ QUE O SOLO , FERIDO, É MAIS FECUNDO

E TE SE TENS N´ALMA O CÉU, POR QUE TEMÊ-LAS?
AS PEDRAS QUE O HOMEM CONTRA DEUS ATIRA
AO CONTATO DO CÉU , TORNAM-SE ESTRElAS.!

 LUIS CARLOS