quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Flores amarelas

  
Minúsculas sementes,
Cultivadas a esmo
Em solo árido e seco
Chuvas ausentes,
Fortes sementes
Mudinhas se formam
Contemplam o dia
Balançam ao vento
Caules fininhos
Quase se quebram
Resistem ao tempo
e entre o verde  do jardim
Pontinhos amarelos
centenas flores
Ouro  pra mim.
  








Estas árvores de flores amarelas eu ganhei do meu marido, alias ele mesmo as semeou  durante o período da seca. Eu não acreditei que elas pudessem vingar,  pois passavam até quinze dias sem que fossem regadas. Para a minha total surpresa, elas começaram a crescer rapidamente, e ainda bem pequenas já exibiam suas flores.
Não me canso de fotografá-las, sei que são árvores ou talvez arbustos comuns,  (Não sei bem classificá-las quanto ao porte, tão pouco sei o nome que é dado à elas),  mas sei que me sinto presenteada todos os dias ao observá-las.  


Esta é nativa do cerrado, transferi   para o quintal com raiz e tudo,
 não sei se vão resistir, acredito que sim são plantas fortes. Eu  adoro plantas do cerrado.


Não são super delicadas?



Até a lua chegou pra ver.



11 comentários:

  1. Bom dia, Lourdinha. Lindas plantas, devem ser muito macias.
    Para você ver, mesmo com a adversidade da seca e a falta de água elas nasceram, floresceram e levaram beleza.
    A vida é surpreendente, se assim acontece com as flores, também pode acontecer conosco o "impossível".
    Tenha um dia de muita paz!
    Beijos na alma!

    Estou a convite da escritora Rosa Mattos, promovendo o sorteio do romance sobrenatural dela chamado "PAREDES VIVAS", no meu blog "CARINHOS EM SELOS".

    http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/

    Gostaria que lesse a postagem e participasse. É a coisa mais fácil que tem.
    Boa sorte a você e a todos que lerem e participarem deixando o seu comentário!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde
    adorei o poema , mas as flores cairam no encanto dos meus olhos.
    beijinhos
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. São maravilhosas essas flores amarelas e que bom que teu marido acreditou e plantou. Lindo isso! Adorei, como a lua, ver! bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. Que flores lindas! acho que também eu não me cansaria de as fotografar. Tenho algo parecido mas em laranja, essas são lindas em cachos.
    A lua tinha mesmo que vir dar um ar da sua graça...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lourdinha...os nossos sentimentos de fé aumentam na medida que admiramos a força da vida na natureza...as maravilhosas manifestações harmoniosas da beleza das flores, um requinte da criação!
    um abraço

    ResponderExcluir
  6. OI LOURDINHA!
    É ASSIM MESMO, UMA FLOR, POR MAIS SIMPLES QUE SEJA, DESPERTA O QUE DE MELHOR TEMOS, AO ADMIRÁ-LAS, ACHO QUE NOS APROXIMAM DE "DEUS".
    SÃO LINDAS AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Lourdinha

    Maravilhosas flores.Também nunca cansaria de olhar e fotografar.
    Seus versos parecem uma canção sinuosos como sibilos dos ventos.
    Amei.
    Bom dia.
    bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Lourdinha,

    A natureza age por si própria e sempre está a nos surpreender.
    No caso, o carinho do marido ao presenteá-la regou as sementes.
    As flores são lindas e vistosas e as do cerrado são mesmo muito delicadas.
    Esta última imagem é um encanto, assim como os seus versos.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Ola! nasceu uma dessa em meu quintal,e ainda não consegui identificar .Você Já sabe o que é? a minha esta encostada no muro, se ficar com o tronco muito grosso pode derruba-lo.

    ResponderExcluir
  10. ola! tenho uma dessas em meu quintal ,nasceu sozinha,fiquei com dó de cortar,tão linda,você conseguiu descobrir o que é? a minha esta perto do muro,se ficar muito grande vai dar trabalho.Tem uma outra que tmbm não sei o que é,mas ja que nasceram deixo lá,concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rosângela Goia, é um prazer recebê-la nesse pequeno espaço. Olha eu conheço essa árvore como Ipê de Jardim, descobri a pouco tempo. Quando foi semeada eu também não sabia. Você poderá confirmar na Internet. Ela se transforma em uma árvore de pequeno porte, tenho algumas nascendo bem coladas ao muro, mas também não tenho coragem de cortá-la. É uma planta forte de raízes bem profundas. Se o meu vizinho não se incomodar,vou deixando ela no mesmo lugar. Essas da foto, estão longe do muro. Um grande abraço. Volte sempre. bjs.

      Excluir